Como é o espetáculo Eu Sou Maria – Nativitaten, do Natal Luz de Gramado

Espetáculo Eu Sou Maria – Nativitaten, do Natal Luz de Gramado (foto: Cleiton Thiele – divulgação)

Post atualizado em agosto de 2017. O espetáculo Eu Sou Maria será substituído pelo Encontros de Natal em 2017. Leia mais sobre isso no nosso Guia do Natal Luz 2017/2018

Voltamos ao espetáculo Eu Sou Maria, do Natal Luz de Gramado em (2016) e tivemos uma experiência totalmente diferente da vivida em 2015. No ano anterior, compramos ingressos nas caríssimas cadeiras cobertas (que não existem mais em 2016), e contamos como tivemos dificuldade com a visão do palco (leia no fim do post). Em 2016, fomos convidados a assistir ao show na Casa Leopoldo, e foi muito melhor.

A Casa Leopoldo é uma propriedade privada pertencente à tradicional família Rosenfeld. O dono da casa, Fábio Bertoluci, é neto de Leopoldo Rosenfeld, que fez o primeiro loteamento daquele bairro em Gramado, e mora na casa com a família. Durante o Natal Luz, em parceria com a Agência Excellence, Fábio monta um camarote no jardim, que tem uma privilegiada visão do Lago Joaquina Rita Bier, e oferece uma experiência exclusiva aos convidados.

A Casa Leopoldo tem ambientes aconchegantes para relaxar antes do Eu Sou Maria

A chegada é sem correria: a entrada é bem próxima à Rótula das Bandeiras, ao lado da Hamburgueria Me Gusta (aliás, o restaurante é uma boa pedida para um lanche antes do espetáculo). Enquanto o Eu Sou Maria não começa, você pode relaxar em um dos vários ambientes montados no jardim da Casa Leopoldo, que tem inclusive uma fogueira ao ar livre para esquentar as noites frescas da Serra Gaúcha.

Se quiser, você pode levar o seu vinho e ele será servido pelos garçons sem nenhuma cobrança de taxa de rolha. Acredite: tomar um vinho com aquele cenário, ao lado do fogo, é uma delícia! Se bater a fome, a Casa Leopoldo vende sanduíches e pastéis cuja renda é revertida para o Instituto do Câncer Infantil do Rio Grande do Sul.

A visão do espetáculo Eu Sou Maria do camarote da Casa Leopoldo

O camarote para assistir ao espetáculo só seria perfeito se fosse coberto. Pra começar, as cadeiras são numeradas. Nos camarotes e arquibancadas oficiais do Natal Luz, quem chega primeiro fica com o melhor lugar. A arquibancada onde estão apoiadas as cadeiras tem boa inclinação e a visão não é prejudicada pelo vizinho da cadeira da frente (isso ocorre bastante nos camarotes do Natal Luz, que nao têm desnível). Além disso, vê-se o palco quase de frente, e a passarela da esquerda fica na frente da casa.

A entrada da Casa Leopoldo é mais cara do que a vendida pela organização do Natal Luz, mas vale a pena: no site oficial do Natal Luz, o ingresso de camarote custa R$ 190 (R$ 175 mais R$ 15 de taxa de conveniência). O camarote da Casa Leopoldo custa R$ 235.

Se você desejar, pode também reservar uma área coberta no segundo andar da casa, a R$ 250 por pessoa (máximo 15 convidados).

Este é o post de 2015, contando a nossa experiência no ano anterior:

No último fim de semana de novembro fomos conferir o espetáculo Eu Sou Maria, do Natal Luz de Gramado, que substituiu o Nativitaten. Encenado por mais de 200 artistas, o show conta a história de Maria desde a concepção do Menino Jesus até o parto. A vibe é de musical ao ar livre, com fogos de artifício, lança-chamas, muita luz, cantores, atores e músicos interpretando passagens da vida de Maria intercaladas com músicas populares. Veja os vídeos com pedacinhos do espetáculo:

1) Adaptação da música Gita, de Raul Seixas, para descrever o Rei Herodes:

2) Fim do espetáculo, com show de fogos:
3) Maria, Maria, de Milton Nascimento, é a música de despedida:

Houve muitas críticas à mudança do show, que teria ficado mais narrativo e “devagar”, mas não tivemos essa impressão. Nossos filhos (9 e 11 anos) curtiram muito, e as crianças menores que estavam no entorno estiveram bastante atentas durante todo o tempo, que é curto: cerca de 60 minutos. Além disso, adoraram a função das velas que são distribuídas para o público para serem acesas no momento do nascimento de Jesus.

Esse é o único espetáculo do Natal Luz que ainda ocorre ao ar livre, em torno ao Lago Joaquina Rita Bier. Isso tem um lado bom, porque permite uma experiência única. O palco é enorme: tem 27 metros de altura e 60 metros de largura, e é emoldurado por uma estrela que funciona como tela de projeção.

Há um lado ruim, no entanto, que é a incerteza sobre o tempo. Além da possibilidade de chuva, que tem sido frequente nessa temporada, há o ventinho noturno que gela os desavisados. Por isso, é importante ir prevenido, com pelo menos um casaco que proteja do vento e da chuva. Veja as nossas recomendações de bagagem para quem vai ao Natal Luz.
Visão das cadeiras cobertas
Nós fomos nas cadeiras cobertas, que protegem da chuva mas dão uma visão menos espetacular do palco. Além disso, é preciso ir cedo, pois não há cadeira marcada: nós chegamos com 30 minutos de antecedência e ficamos bem atrás. Sorte que conseguimos empilhar algumas cadeiras que estavam sobrando para que as crianças ficassem mais altas e pudessem ver. É difícil de entender porque o ingresso mais caro tem posicionamento pior e só garante visão para quem está bem na frente.
Na hora de escolher os lugares, As melhores arquibancadas são as E, F e G, que dão um panorama frontal do palco. Não são perto, no entanto, mas há telões que auxiliam na visão do público, já que a ação se desenrola em vários locais, incluindo passarelas e palcos dentro do lago. Veja:
Na temporada 2016/2017, o Sou Maria é apresentado às quartas e sábados, às 21h30, e vai até o dia 15 de janeiro. Os ingressos podem ser comprados pela internet no site oficial, nas agências de turismo com o transporte incluído, na bilheteria geral do evento, na Expogramado, ou nas máquinas de autoatendimento da Rua Coberta. Crianças até 12 anos, estudantes e cidadãos com mais de 60 anos têm direito a meia entrada (veja a política completa no nosso guia do Natal Luz 2016).———————————————————
O blog Vou Viajar recebeu um convite da Agência Excellence para conhecer a Casa Leopoldo e recebe uma comissão pelos ingressos vendidos com a menção do cupom de desconto, sem que o leitor pague a mais por isso.

 

Luciane Aquino

Militante da economia digital, jornalista, viajadora, curiosa, leitora, tricoteira.

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.

VouViajar

contato@vouviajar.blog.br
+5551996782790

RBBV
VouViajar
Receba nossas dicas de viagem por e-mail: