Como é o almoço no restaurante temático Estação Canela

Uma locomotiva um tanto estilizada carrega as crianças sobre trilhos na frente do restaurante
Uma locomotiva um tanto estilizada carrega as crianças sobre trilhos instalados na frente do restaurante

Os restaurantes temáticos estão se multiplicando na Serra Gaúcha, e o Estação Canela é um deles. O tema é ferroviário: o prédio é construído com antigos dormentes, o ambiente está decorado com objetos que adornavam vagões e estações. Na frente do restaurante, uma locomotiva que carrega as crianças pra lá e pra cá por alguns metros. Na entrada, passa-se sobre trilhos instalados sob a porta, e nas paredes há fotos mostrando momentos históricos das linhas férreas na Serra Gaúcha (incluindo um acidente). É um belo programa para os pequenos fissurados em trens.

O ambiente é aconchegante e aquecido por uma lareira. 

O restaurante fica logo no começo da Estrada do Caracol, e é uma parada conveniente para o almoço de quem está indo ou voltando dos vários programas localizados naquele caminho: Parque e Cascata do Caracol, Parque Terra Mágica Florybal, Parque Vale dos Dinossauros, Bondinhos Aéreos, Castelinho Caracol e Mundo Gelado. Tem um ponto do Bustour bem na frente, e está aberto para almoço de quinta a terça-feira, até as 16h. Um horário diferenciado, porque conseguir comer decentemente na região depois das 15h é tarefa das mais difíceis. Além disso, tem um amplo estacionamento nos fundos:

Estacionamento do restaurante Estação Canela

A brincadeira começa com um buffet de saladas simples mas bastante variado, e com o básico para encher a barriga dos pequenos: arroz, feijão, batata e salada de maionese.

Buffet de saladas e pratos quentes do Estação Canela
Buffet de saladas e pratos quentes do Estação Canela

Depois, vem o diferencial: primeiro, um risoto que varia durante a semana. O nosso foi de cogumelos e eu teria comido um pratão só dele. Mas, como disse nosso garçom, a experiência é de degustação (e não de empanturração. Mas isso ele não disse, era um rapaz muito educado).

Risoto de cogumelos do restaurante Estação Canela
Nosso risoto de cogumelos

Começa então um rodízio de massas e carnes. Pela nossa mesa, passaram seis massas e cinco carnes. Gostei especialmente das carnes. Vieram truta, entrecot e filé, mas eu me apaixonei mesmo foi pelo filezinho suíno com molho de abacaxi e pelo frango com geléia de laranja.

Frango com geléia de laranja do restaurante Estação Canela
Frango com geléia de laranja

A refeição termina com sobremesas bem frequentes na região: sagu, pudim de leite e um pavê:

Sagu com creme do restaurante Estação Canela
A escolha do único que ainda tinha lugar no estômago foi pelo sagu com creme

O rodízio custa 47 reais por pessoa. Crianças até 5 anos não pagam, e, entre 6 e 10 anos, pagam a metade. Se você não quiser o rodízio, pode escolher pratos a la carte. Também há menu kids:



O andar superior também tem lareira e comporta grupos maiores
Alguns dos detalhes da decoração:

Detalhes ferroviários no restaurante Estação Canela

Andar inferior restaurante Estação Canela
O andar inferior recebe festas particulares

Estação Canela
Rua José Pedro Piva, 443, Canela
+55 54 3282-1013

—————————————–

O blog Vou Viajar não recebeu compensação financeira para publicar esse post, mas foi convidado pelo restaurante Estação Canela a conhecer e testar seu serviço. As opiniões compartilhadas neste e nos demais posts relacionados com essa estadia são completamente baseadas na nossa experiência.

Leia também:
Luciane Aquino

Militante da economia digital, jornalista, viajadora, curiosa, leitora, tricoteira.

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.

RBBV
VouViajar
Receba nossas dicas de viagem por e-mail: