Dicas sobre a Serra Gaúcha para Portadores de Necessidades Especiais

PNEs na Serra Gaúcha
Os pais da Ana Paula curtindo o pré-show da Fantástica Fábrica, no Natal Luz, em Gramado (foto: Ana Paula Petinati)

A Ana Paula Petinati, que frequenta a Serra Gaúcha anualmente e é apaixonada pelo Natal Luz de Gramado, viaja frequentemente com a sua mãe, que é Portadora de Necessidades Especiais e se desloca boa parte do tempo em cadeira de rodas. A Ana Paula compartilhou conosco a sua experiência e dá valiosas informações para quem deseja visitar a região e também enfrenta dificuldades de locomoção. No texto abaixo, escrito para o Vou Viajar, Ana Paula conta alguns perrengues, compartilha as soluções encontradas e garante: “É possível sim se divertir e ser feliz, mesmo com as limitações de uma cadeira de rodas!”

Os locais e atrações citados têm links para ajudar quem busca mais informações.

Veja o que conta a Ana Paula:

“Sempre que viajamos sem eles, os PNEs, não prestamos atenção na acessibilidade, ou falta dela, nos lugares que visitamos. Mas quando resolvi levar meus pais para conhecer o Natal Luz de Gramado, aí sim senti, como se diz, na pele as dificuldades. Minha mãe tem 78 anos e é portadora do Mal de Parkinson, doença degenerativa que infelizmente vai imobilizando aos poucos o paciente. 
Nosso primeiro “perrengue”, e sempre alerto a todos sobre isso, foi assim que chegamos na pousada.
Normalmente reservo pousadas no centro de Gramado, por serem mais próximas de tudo e das principais atrações. Reservamos 2 quartos na Pousada Sulla Colina, e perguntei se havia escadas no acesso e expliquei que minha mãe não subia escadas.

O (antigo) proprietário me garantiu que não, que era só um degrau e que não haveria problemas. Por muita sorte, mas muita sorte mesmo, minha irmã resolveu ir também de última hora, e como não havia mais disponibilidade na Sulla Colina, reservei a Pousada Belluno para ela, na mesma rua.

Pois bem, assim que chegamos, vimos que havia uma escadaria enorme para acessar os nossos quartos, e minha mãe, logo de cara, já falou…”eu não subo esta escada”!!
Pleno Natal Luz, tudo lotado.
Solução… trocamos de hoteis, minha irmã ficou na Sulla Colina comigo e meus pais foram para a Belluno, que tem ELEVADOR!!
As pousadas mais no centro de Gramado são construções normalmente mais antigas (e com muitas escadas), e por isso, poucas tem elevador, a não ser os hotéis mais novos e modernos, como o ModeVie, o próprio Belluno, e o novíssimo Hotel Cercano, que por ser novo já atende aos requisitos de ter inclusive apartamentos adaptados. Já reservei para o próximo Natal Luz!
O segundo perrengue veio logo depois, pois minha mãe teve uma crise e suas pernas paralisaram, ela não conseguiu mais andar. Não tínhamos levado a cadeira de rodas, então saí em busca de uma para alugar. Após muitas buscas, me indicaram a Farma Líder, na Rua São Pedro, 664, ali mesmo no centro, aliás a única farmácia que fica aberta 24 horas na cidade. Por sorte (2) havia uma cadeira retornando naquele instante, e logo alugamos para ela. O encarregado da farmácia nos contou que os turistas alugam as cadeiras com ele com meses de antecedência.

Depois soube que os hotéis da rede Laghetto tem cadeiras de rodas disponíveis para os hóspedes.
Ufa!!!! Depois de resolvidas estas questões, tudo ficou mais fácil.

 Cadeirantes e acompanhantes na primeira fila do Grande Desfile de Natal
 Cadeirantes e acompanhantes na primeira fila do Grande Desfile de Natal (foto: Ana Paula Petinati)
Os idosos e PNEs são muito respeitados na região, e sempre tivemos atendimento diferenciado.
Nos shows do Natal Luz há locais específicos para os cadeirantes, e acesso específico também no estacionamento. Também há pessoas na recepção que auxiliam e levam a cadeira até o local do show.
No Korvatunturi também tem assistência para eles, e sua entrada é priorizada.

Na maioria dos passeios também há acessos especiais, exceto no Le Jardin Parque de Lavanda, que tem sim uma rampa mas é meio complicado andar por ela, cheia de plantas tomando conta do caminho.

Alguns restaurantes não são acessíveis. Adoraria levá-la ao Colosseo para saborear a melhor fondue de queijo, para o meu paladar, mas é impossível, já que tem uma imensa escadaria na entrada.

A família visitando a vinícola Luiz Argenta, em Flores da Cunha (foto: Ana Paula Petinati)
Na região do Vale dos Vinhedos também não tive problemas:
Na Maria Fumaça em Bento Gonçalves, quando fiz a reserva, comuniquei o caso e eles nos colocaram num vagão especial, sem escadas, que tem uma espécie de rampa que fica apoiada na plataforma.

Na Vinícola Salton, em Bento Gonçalves, tem não só acessibilidade como cadeiras de rodas a disposição.

Na Vinícola Luiz Argenta, em Flores da Cunha, há também rampas e elevadores.
Depois disso minha mãe tem piorado um pouco, então temos levado a cadeira de rodas de casa, para não corrermos risco na Serra. E sempre consulto cada estabelecimento que vou visitar quanto à acessibilidade, não arrisco mais.

E é lógico que nem a levo em locais como os parques Aldeia do Papai Noel, Snowland, Florybal, mas dá para levá-los ao Lago Negro por exemplo, que agora está asfaltado, e tem aqueles carrinhos elétricos que fazem a volta no lago.

No Gramado Zoo também tem carrinhos elétricos. Tem que solicitar e pagar uma taxa, e eles mandam inclusive um monitor que vai explicando tudo sobre os animais.

Outro local que tivemos um atendimento excepcional foi no Illumination Bustour, o passeio noturno do Natal Luz, feito naqueles ônibus vermelhos de 2 andares da Brocker Turismo. Os ônibus são adaptados e as moças colocam o cadeirante num local específico, amarradinho com cinto de segurança. Adoramos o atendimento deles também.

E, para nosso maior conforto, sempre contrato os serviços de um motorista com uma Van, que fica à nossa disposição durante todos os dias, inclusive à noite para os shows do Natal Luz. E, claro, ele também dá aquela forcinha para ajudar com a cadeira, e a colocar ou tirar a pessoa da Van, tarefa nada fácil se estiver sozinha.
É possível sim se divertir e ser feliz, mesmo com as limitações de uma cadeira de rodas!”

Portadores de Necessidades Especiais em Gramado, Serra Gaúcha
Ana Paula, a filha e os pais na Rua Coberta, no centro de Gramado (foto: Ana Paula Petinati)
Obrigada pelo relato e pelas informações, Ana Paula!

Booking.com

(function(d, sc, u) {
var s = d.createElement(sc), p = d.getElementsByTagName(sc)[0];
s.type = ‘text/javascript’;
s.async = true;
s.src = u + ‘?v=’ + (+new Date());
p.parentNode.insertBefore(s,p);
})(document, ‘script’, ‘//aff.bstatic.com/static/affiliate_base/js/flexiproduct.js’);

Luciane Aquino

Militante da economia digital, jornalista, viajadora, curiosa, leitora, tricoteira.

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.

VouViajar

contato@vouviajar.blog.br
+5551996782790

RBBV
VouViajar
Receba nossas dicas de viagem por e-mail: