Qual é a melhor época do ano para visitar o Peru

A melhor época para ir Machu Picchu, no Peru, é entre abril e setembro

O Peru é um país desafiador na hora de planejar uma viagem. Na prática, o fato é que Lima e Macchu Picchu – as duas maiores atrações peruanas – não se entendem em termos meteorológicos. Quando o tempo está favorável na capital moderna, está ruim na antiga capital inca. A estratégia é escolher o tempo em uma das duas. A gente explica melhor!

MELHOR ÉPOCA PARA IR A MACHU PICCHU

Os dias ensolarados e secos são melhores para as caminhadas ao ar livre e as escadas de Machu Picchu
Os dias ensolarados e secos são melhores para as caminhadas ao ar livre e as escadas de Machu Picchu

Comecemos com Machu Picchu, que é o motivo mais frequente para uma viagem à região. A época ideal para visitar a cidadela (que é imperdível, maravilhosa, espetacular!) é entre os meses de abril e outubro, que é a fase da seca. Entre junho e agosto, praticamente não chove. Em abril e em setembro, chove em média oito dias por mês. Já no verão, chega a chover durante mais da metade do mês.

A temperatura na época da seca é mais baixa, porque no Peru é inverno, mas a regra é preferir dias mais frios e com tempo bom do que dias um pouco mais quentes mas chuvosos. Até porque, durante o dia, com o sol, sempre esquenta bastante.

Lá, todo o passeio é ao ar livre e as trilhas são cheias de grama e das escadarias originais de pedra. E a temperatura nem varia tanto assim: as mínimas são de zero grau no inverno, mas sobem só para oito durante o verão. Durante o dia, as máximas médias são de cerca de 20 graus o ano todo.

Respondendo então diretamente a uma pergunta frequente:
– É uma boa aproveitar o feriadão e ir a Machu Picchu no Ano Novo ou no Carnaval?
– Não, é uma péssima ideia!

Confira os dados detalhados sobre as temperaturas médias e a precipitação em Machu Picchu no site Weather and Climate – em inglês

MELHOR ÉPOCA PARA IR A LIMA

Durante o inverno, o sol desaparece durante meses da capital peruana, mas a bruma não impede os voos de parapente
Durante o inverno, o sol desaparece durante meses da capital peruana, mas a bruma não impede os voos de parapente

Lima é o oposto de Machu Picchu: os meses secos vão de outubro a maio. O principal problema não é a chuva, mas a neblina que cobre a cidade permanentemente de maio a novembro. Durante quase seis meses, os limenhos não vêem o sol, e uma garoa fina cai na maior parte das manhãs, acompanhada de um vento chatinho.

Esse tempo não impede o turismo, já que as temperaturas mínimas médias giram em torno dos 15 graus, e as máximas médias em torno de 18 graus. Mas, sem dúvida nenhuma, atrapalha a apreciação do belíssimo Oceano Pacífico e dos diversos parques que há na cidade. E, pelo jeito, tampouco atrapalha os surfistas, que seguem curtindo as ondas da capital peruana, ou os praticantes de parapente, que colorem o litoral do bairro de Miraflores.

Já as fotos ficarão todas no mesmo tom desmaiado. Viu a foto acima? Nós tiramos no mês de julho. Mas, enfim, para isso foram inventados os filtros do Instagram, né?

Confira os dados detalhados sobre as temperaturas médias e a precipitação em Lima no site Weather and Climate – em inglês

E AGORA, COMO RESOLVER ESSE PROBLEMA?

Se você quer visitar as duas cidades, precisa priorizar uma delas. Como a maioria provavelmente dirá que a visita a Machu Picchu é mais importante, o melhor é escolher o inverno. Se o seu objetivo é curtir o melhor de Lima, escolha o verão. Outra opção é arriscar o mês de abril e rezar para que não chova em Machu Picchu.

Você já esteve no Peru? Como foi a sua experiência a respeito do tempo? Conte nos comentários!

Leia também:
Como é o hotel Courtyard Miraflores, em Lima

Reserve um hotel em Machu Picchu Pueblo (Aguas Calientes)

Luciane Aquino

Militante da economia digital, jornalista, viajadora, curiosa, leitora, tricoteira.

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.

VouViajar

contato@vouviajar.blog.br
+5551996782790

RBBV
VouViajar
Receba nossas dicas de viagem por e-mail: